Villa Francioni Chardonnay 2007

Villa Francioni é propriedade do Sr. Dilor Freitas na região de São Joaquim, em Santa Catarina. A vinícola produz 300 mil garrafas ano. Esse Chardonnay descançou por 11 meses em barricas de carvalho francês. Segundo o produtor tem toques de abacaxi e pêra. Alto preço para um vinho nacional de Santa Catarina, R$ 84,00. Isso faz com que se espere muito do vinho. Vamos ver o que vai dar.

Em visita ao site da vinícola, fui surpreendido por uma propriedade muito bem estruturada, bonita e moderna. Eles mantém por lá uma galeria de arte belíssima.

Galeria de Arte
Galeria de Arte
5 Comentários
  1. Paulo Diz

    Acabei de abrir esta garrafa e de certa forma me decepcionei com o vinho. Não que ele seja ruim, pelo contrário, tem personalidade, sente-se um tanto da madeira e ele é um pouco mais encorpado que os Chardonnays comuns. Mas tem algo no final do paladar que eu não sei direito explicar. Algo metálico, parece algo artificial. Estou tomando o vinho a 6 graus, mesmo assim esse "peso" no final tornou o vinho no mínimo exótico. Eu esperava que fosse mais fresco.

  2. Eugênio Olivei Diz

    Caro Paulo, sou fã desse Chardonnay que acompanho desde a primeira safra. Engarrafado sob o nome de Lote I (mistura das safras 04/05), depois vieram as 06 e 07. Ouvi dizer que o próximo lançamento se chamará Lote II, contendo as safras 08/09. Esse vinho realmente não prima pelo frescor, e sim pelo corpo estruturado, sua madeira e o amanteigado. Já esperando por isso, ele raramente decepciona, mas concordo com você, às vezes se espera uma coisa e vem outra, aí a decepção é certa.
    Enviei para o seu e-mail, um post que fiz no blog do meu amigo Guilherme (umpaposobrevinhos) comparando 03 chardonnays brasileiros: Villa Francioni, Casa Valduga Grand Reserva e Salton Virtude, se puder dê uma olhada.
    Um abraço.

    1. Paulo Diz

      Caro Eduardo, fico feliz que você tenha gostado do vinho. Do meu lado, talvez esta garrafa esteja ruim, não consegui tomar mais que uma taça, realmente havia um final metálico muito estranho.
      Abraços e talvez em outra garrafa eu encontre as qualidades do vinho.

  3. Eugênio Olivei Diz

    Caro Paulo, o nome correto é Eugênio e não Eduardo, mas tá perdoado afinal eram 00:54.

    1. Paulo Diz

      Eugênio desculpe pela gafe.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More