Espumante

Adega do Vale Brut, #cbe Enoblogs

A proposta da Confraria Brasileira do Enoblogs de provar espumantes do Vale do São Francisco foi inusitada, pois quase nada sei dos vinhos desta região tão improvável para a vinicultura. A Adega do Vale Brut é produzida pela ViniBrasil, uma empresa criada por brasileiros e portugueses da Dão Sul. Realmente não sei se este produto continua na linha…
Leia mais...

Celebris Blanc de Blancs Extra Brut MV

Champagne Dizem que Gosset é uma das mais antigas casas produtoras de vinho, desde 1584. Em 1584, Pierre Gosset, vereador da Ay e viticultor iniciou a produção, principalmente de vinhos tintos, com as uvas colhidas de suas próprias terras. Naqueles dias, seus vinhos disputavam um lugar de destaque na mesa dos reis da França.Um era Pinot Noir e…
Leia mais...
1 De 8

Mais informações sobre o vinho espumante.

O mais famoso espumante é o Champagne, vinho produzido no norte da França na região de mesmo nome. Entretanto podemos encontrar excelentes espumantes em outras regiões da França, na Nova Zelândia, , na Austrália, na Califórnia, no Brasil, além da Cave da Espanha e do Asti e Prosecco na Itália.

Champagne: Saiba como é feito:

Sobretudo na região de Champagne o espumante é produzido com corte de Chardonnay, Pinot Meunier e Pinot Noir, (estas duas últimas uvas são tintas). O grande diferencial dos espumantes são as bolhas, conseguidas através de um processo secundário de fermentação. No sistema tradicional de produção, também conhecido como Champenoise, a fermentação secundária é feita na garrafa. Existem outros dois processos de produção mais modernos, em um deles a fermentação secundária é feita em tanques de inox, todavia,  todos concordam que o espumante não fica tão bom quanto o produzido através do método tradicional em garrafa. Em outro sistema de produção a bebida é “carbonada” e não existe fermentação secundária. Neste método, o carbono é injectado no vinho através de cilindros e consegue-se bolhas maiores e de vida mais curta. Consequentemente o espumante feito por carbonação tem qualidade inferior.

Tipos de Champagne

Eventualmente o Champagne pode ter muitas variações de sabor em função do corte e qualidade das uvas, mas também pela sistema de adição de açúcar. Existem as seguintes variações:

Brut ou Extra Brut: sem adição de açúcar e resultam em bebidas muito secas.

Extra-Sec: Seco

Sec: Meio Seco.

Demi-Sec: Doce

Doux: Muito doce.

Uma história que vale a pena conhecer é a de Dom Perignon

Pierre Pérignon nasceu em 1638 na cidade de Saint-Menehould na região de Champagne na França. Quando tinha 19 anos entrou na congregação Beneditina, servindo na Abadia de Saint-Vannes, na cidade de Verdun. Em 1668, transferiu-se para a Abadia de Hautvilliers perto da cidade de Epernay. Ele serviu como mestre de adega da Abadia, até sua morte em 1715.Naquela época a fermentação em garrafa do Champagne era um problema enorme para viticultores. Quando engarrafado em uma época fria, o Champagne poderia literalmente virar uma bomba, pois nos períodos de calor a pressão nas garrafas aumentava muito, explodindo as rolhas e muitas vezes criando uma reação em cadeia em muitas garrafas. Dom Pérignon trabalhou intensamente para resolver este problema, selecionando cepas para a produção, trabalhando com garrafas mais pesadas e mais resistentes e criando a rolha presa por arame, empregados até hoje. Em 1718, a Canon Godinot publicou o conjunto de regras de vinificação de Champagne criadas por Dom Pérignon. Entre essas regras havia o detalhe de que um bom vinho Champagne só poderia ser feito a partir da Pinot Noir.

Prosecco

Oriundo da região do Vêneto no norte da Itália, este espumante é feito através com método moderno da fermentação em tanques. Suas principais características são a leveza, a cor pálida, eventualmente o sabor de amêndoas e são um pouco mais doces que a maioria dos espumantes. Muito fáceis de beber.

O Consórcio Valdobbiadene produz os melhores Proseccos. Experimente Prosecco com queijo ou aspargos.

View Larger Map (mapa da região).

A DOCG Valdobbiadene é reconhecida por sua cor pálida amarelo-palha, pelo seu corpo leve e sabor furtado e floral.

Aqui a lista dos produtores deste Consórcio

Stana

Via Cima

31049 Santo Pietro di Barbozza Valdobbiadene (TV)

Vigneto Vecio

Via Grave, 8

31049 Santo Stefano di Valdobbiadene (TV)

Bisol Desiderio & Figli

Via Follo, 33

31049 Santo Stefano di Valdobbiadene (TV)

Bortolomiol S.p.A.

Via Garibaldi, 142

31049 Valdobbiadene (TV)

Le Bertole

Via Europa, 20

31049 Valdobbiadene (TV)

Campion

Via Campion, 2

31049 San Giovanni di Valdobbiadene (TV)

Rive del Bacio

Strada Barbozza, 24

31049 Santo Pietro di Barbozza – Valdobbiadene (TV)

Al Canevon

Via Cal Piandre, 10

31049 Valdobbiadene (TV)

Cantina Produttori di Valdobbiadene

Via San Giovanni, 45

31030 Santo Giovanni di Valdobbiadene (TV)

Boccador di Cozza Paolo

Via Colmello del Col, 8

31049 Guia di Valdobbiadene (TV)

Ca’ dei Zago

Via Roccolo, 2

31049 Santo Pietro di Valdobbiadene (TV)

Cepol

Via Rocat e Ferrari, 28

31049 Saccol di Valdobbiadene (TV)

Funer

Via Villa, 14

31049 Santo Stefano di Valdobbiadene (TV)

La Casa Vecchia

Via Callonga, 8-12

31049 Santo Stefano di Valdobbiadene (TV)

Le Colture

Via Follo, 5

31049 Santo Stefano di Valdobbiadene (TV)

Rebuli Michele

Via Strada di Saccol, 30

31049 Saccol di Valdobbiadene (TV)

Roccat

Via Roccat e Ferrari, 1

31049 Valdobbiadene (TV)

Vigna Sancol

Piazza Canello Ugo Angelo, 4/A

31049 Guia Di Valdobbiadene (TV)

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More