5639

A África do Sul, berço da humanidade, onde encontra-se vestígios humanos com mais de 100 mil anos de idade, entrou em destaque mundial por sediar a Copa do Mundo de 2010. Com pouco mais de 42 milhões de habitantes a África do Sul detém a 25a economia do mundo, baseada no turismo, industria, agricultura e serviços.
Um pouco da história.

2779-0-0-0_1654392jpg

Mapa da África do Sul

No mundo do vinho a África do Sul é classificada como Novo Mundo, mas trata-se de um absurdo, pois as primeiras plantações de uvas para a produção de vinho datam de 1652, quando um medico da Cia das Índias Orientais Holandesa decidiu importar cepas Européias para a região do Cabo da Boa Esperança.  Em todos estes anos a indústria Sul Africana de vinhos sofreu inúmeros golpes, sendo o mais forte o embargo aos seus produtos na década de 80 em função do apartheid. A partir de 1990, com o final do Apartheid e a liberação de Nelson Mandela, a vinicultura Sul Africana ganhou impulso. Mandela foi o maior promotor do vinho do Cabo e com ele brindou o seu Prêmio  Nobel da Paz em 1993.
Acompanhe aqui no NOSSO VINHO.

690-0-0-0_318425jpg

Auto-retrato de Gerard Sekoto, 1913 a 1993

Conheça um pouco sobre as principais regiões produtoras da Africa do Sul:

Região de Olifants River: Os vinhedos as margens do Rio que dá nome a região são muito bem irrigados e possuem boa produtividade, porém com baixa qualidade. Com as técnicas modernas os produtores melhoraram a qualidade do produto, apesar de ainda ser bastante comercial. Na região se produz as brancas Chenin Blanc e Colombard  e as tintas Shiraz e Pinotage. Novas áreas de como o Vale do Lutzville e Koekenaap, tem produzido níveis de qualidade.

prospect_wine_field_2

 

Tulbagh: Uma região pequena que ganhou notiredade pela produção de pinotage, embora faça espumantes e vinhos brancos para o dia a dia.

bb2448fb-5294-411f-8a8a-41f43d74d614

 

Klein Karoo: Tem reputação pelos vinhos fortificados estilo Porto. Em pequenas porções produz vinhos no estilo Bordeaux e refinados Chardonnays.

default

 

Overberg: Uma zona de Sauvignon Blanc e Pinot Noir, com muitas pequenas vinícolas de boa qualidade.

Constantia: A primeira zona produtora da Afirca do Sul, famosa pela produção de seus vinhos doces.

Stellenbosch: A mais famosa area de produção da Africa do sul. A zona mais próxima da cidade do Cabo. Focada em Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc e impressionantes Shiraz.

Paaral: Especializada em cepas brancas como Sauvignon Blanc, Chenin Blanc e Chardonnay. Mais recentemente tem produzido Riesling e Gewurztraminer.

Robertson: Uma terra de Chenin e Colombard. A produção de vinho ocorre com enorme dificuldade. Outra especialidade da região são os vinhos doces Muscadel. Alguns poucos produtores tem conseguido oferecer Shiraz e Cabernet Sauvignon de qualidade.

.

map_south_africa
Mapa da vinicultura na África do Sul

0

Comentários não disponíveis.