Champagne

Champagne é uma região produtora ao norte da França e o frio causa o amadurecimento lento das uvas e confere a bebida sua alta acidez. O solo calcário e 300 anos de vinicultura refinaram essa bebida sofistica e alegre que todos amam. No passado esta era uma região que produzia vinho tinto. Os vinhos eram feitos durante o outono e estabilizavam no inverno, interrompendo o processo de fermentação que voltava com as temperaturas mais altas da primavera, isso conferia aos vinhos tintos sua efervescência. Estes vinhos jovens e efervescentes viraram moda na Inglaterra do século XVII. Dom Pérignon era um monge que dominava esta técnica da segunda fermentação do vinho na primavera. Ele trabalhava na Abadia de Hautviller. Nesta época as garrafas estouravam com a pressão causada pela fermentação e aos poucos foram desenvolvendo garrafas mais resistentes e forma de tampa-las com mais firmeza. Daí o formato atual das garrafas de Champagne. Atualmente o Champagne é um corte de 3 diferentes uvas: Pinot Meunier, Chardonnay e Pinot Noir. Além disso, diferente de outros vinhos o Champagne mistura uvas de diferentes safras. Atualmente a região produz cerca de 300 milhões de garrafas ao ano.

O processo de produção da Champagne é conhecido como método tradicional. Então se você encontrar um vinho espumante de outra região do mundo que foi feito pelo método tradicional, jia sabe que ele foi produzido exatamente como a Champagne, mas não pode trazer esta denominação pois somente naquela região da França é que existe o verdadeiro Champagne.

No processo de produção tradicional as uvas são colhidas à mão, um pouco antes de ficarem totalmente maduras. A prensagem é feita de maneira suave, para que não se retire suco demais das uvas e se crie uma bebida mais ríspida.  O mostro ou o suco de uva é fermentado em toneis de inox e as vezes em barris de carvalho francês.  Depois de engarrafado o vinho passa pela segunda fermentação. Nesta fase o açúcar se transforma em álcool e cria o gás dióxido de carbono, responsável pelas bolinhas do Champagne ou perlage. Durante o período de amadurecimento o Champagne ganha aqueles sabores gostosos de pão ou fermento. A próxima etapa da produção é interessante, a etapa de remoção de sedimentos. A garrafa é girada gradualmente entre 6 e 8 semanas e colocada de pé. Os sedimentos sobem para o gargalo da garrafa, são congelados e a garrafa é aberta para a retirada dos sedimentos. Entendeu porque Champgne no método tradicional é caro?

O Champagne AOC estrange-se por 150 km de norte a sul e 115 km de leste a oeste, veja no mapa abaixo. Fonte: winefolly.com

champagne-map-wine-folly

 

 

 

 

0

Comentários não disponíveis.