A região de Friul-Venezia Giulia, conhecida como Friul ou Friuli, é formada por contratastes de diferentes culturas, uma região que já era habitada há mais de 40 mil anos, na idade da pedra. A vinicultura na região tem 3 mil anos de história.

 

shutterstock_252410602

 

Esta região realmente proporcionou a revolução na produção dos vinhos brancos na década de 1980. Já na década de 1990 começaram a surgir vinhos tintos de qualidade. Os vinhos mais finos vem das 3 DOCs a leste. O sul e o oeste produzem mais vinhos comerciais. Os vinhos de prestigio vem da Colli Oriental del Friulli e do norte da Friuli Isonzo. Collio e Collio Oriental produzem vinhos brancos encorpados, aromáticos, com mais alcool e baixa acidez.

As principais cepas de Friulli são

Malvasia que na região de Colli produz brancos bem condimentados e na região de Aquilena brancos mais simples e ácidos.

shutterstock_234025216

Picolit: uma cepa branca que produz brancos mais doces, raros e caros.

Refosco: Com muita fruta e taninos suaves, e seus melhores exemplares estão em Colli Orientalli.

Ribolla Gialla: uva branca cítrica cultivada em Collio desde o século XII.

Schioppettino: Uva tinta escura e suculenta.

Tocai Friulano: A cepa mais cultivada na região, muito trabalhada pelos produtores nos últimos 10 anos, faz vinhos brancos amadurecidos com final amendoado.

Verduzzo: Uma cepa branca com sabor de maça que faz um bom vinho de sobremesa.

Pelo que pude pesquisar esta região é muito rica e complexa e vale a pena você ler os livros de André Dominé: OS VINHOS e talvez o Guia Listrado Zahar, fontes deste post. Foram também utilizadas informações e mapas do site  R. McNees Family e Made in Italy

 

0

Comentários não disponíveis.