shutterstock_6510856

Os Estados Unidos são hoje o quarto maior produtor de vinhos do mundo e o terceiro maior consumidor mundial perdendo apenas para França e Itália. O pais conta com uma enorme gama de vinhedos, concentrados em 3 regiões: Califórnia, Óregon e Nova York. A Califórnia é responsável por mais de 90% da produção norte americana.

A vinicultura americana foi iniciada no século XVIII pelos missionários espanhóis, mas só ganhou força comercial no século XIX com a importação de uvas européias. Ainda no final do século XIX os vinhos tintos do Vale Napa já tinham um bom reconhecimento. A vinicultura nos Estados Unidos sobreviveu a duas enormes ameaças: A filoxera e a proibição da venda de bebidas alcoólicas. Vale a pena contar para você um pouco sobre estes dois eventos.

Filoxera foi uma praga, um pulgão, que quase destruiu a indústria vinícola européia no final do século XIX e prosseguiu por mais de 50 anos. Ocorre que este puylgão extremamente danoso aos vinhedos é originário do leste da America do Norte e foi introduzido na França através de importação de mudas americanas, uma ironia e tanto. A solução encontrada na França foi enxertar as vinhas europeias em porta-enxertos provenientes de cepas americanas, resistentes aos danos da filoxera, uma outra ironia.

Lei seca americana vigorou entre 1920 e 1933 e embora a venda clandestina de bebidas alcoólicas tenha sido ampla neste período, a indústria vinícola americana foi praticamente desativada. Apesar do amplo apoio social para a proibição, com o passar dos anos a própria sociedade que a proibição criou malefícios maiores que os benefícios.

Apos o retorno das vendas de vinho, a indústria americana prosseguiu pequena, até seu maior desenvolvimento nos anos 60 do século passado. Robert Mondavi abriu sua vinícola em 1966 e dez anos depois, no “Julgamento de Paris”, dois vinhos da Califórnia obtiveram melhor resultados que os vinhos Franceses.

Julgamento de Paris: Em 1976 um comerciante britânico, Steven Spurrier. Estabeleceu uma prova às cegas entre vinhos americanos da Califórnia e grandes vinhos franceses de Bordeaux e da Borgonha. Apesar dos jurados serem franceses, dois vinhos americanos venceram: Um Cabernet Sauvignon da Stag’s Leap Wine Cellars e um Chardonnay do Chateau Montelena. Vale o registro de que o teste foi feito com vinhos de safras recentes, o que prejudicou bastante os vinhos franceses de guarda.

Califórnia: Concentra 94% da produção americana com 200 mil hectares em vinhedos. A região do Napa Valley não é a maior, mas é a mais reconhecida pela qualidade com bons vinhos tintos e brancos. Além do Vale do Napa, a Califórnia possui mais 3 áreas importantes: Sonoma, Mendocino e Lake. Mas existem muitas outras áreas como você pode ver no mapa abaixo.

map_ca

 

Viagem pela Califórnia

 

Napa Valley

 

Para você que vai para a Califórnia aqui vão algumas dicas de vinícolas para conhecer por lá. Eu nunca visitei vinícolas na Califórnia e conheço apenas São Francisco e um pouco da costa ao sul até a cidade de Carmel, que eu recomendo que conheçam.

Para ajudar você, fiz uma pesquisa em um dos meus livros preferidos sobre regiões produtoras: Guia Ilustrado Zahar: Vinhos do Mundo Todo.

Quando se fala em Califórnia, logo se pensa no Napa Valley e realmente por ali pode-se fazer um bom tour vinícola. Os primeiros plantadores de vinhas na região foram os Espanhois, por volta de 1770. Napa é a região mais badalada e tem forte produção de Cabernet Sauvignon, com qualidade próxima de Bordeaux na França. Já Sonoma County tem uma variedade de cepas e com clima diversificado, tem muito a oferecer, mas vou me concentrar em Napa. Napa Vallley fica na costa Norte de São Francisco.

A primeira recomendação é o Beaulieu Vineyards, fundado pelo francês George Latour em 1899. O Telefone é 707 967 5230 e fica no endereço 1960 St Helena Hwy; Rutherford, Califórnia. Coordenadas Google Maps: http://goo.gl/maps/iBVNG

 

Beringer, fica no 2000 Main St, St Helena, Califórnia. Fone 707 9634812. Vinícola antiga e tradicional de 1880. Ed Sbragia é o principal vinhedo da Beringer. Eles possuem Sauvignons Blanc magníficos. Já tomei espumantes muito bons da Beringer. Google Maps: http://goo.gl/maps/kLeHd

 

Robert Mondavi.

Um grande produtor da região e uma das melhores visitas, segundo o Guia Zahar. Foi Mondavi que criou o estilo Fumé Blanc de Sauvignon Blanc, envelhecido em carvalho.

7801 St Helena Hwy Oakville, Califórnia. Fone: 707 226 1395. Google Maps: http://goo.gl/maps/lofLX

 

 

Antes de continuar oferecendo vinícolas para conhecer, vamos colocar aqui a lista perfeita de vinhos da região publicada pelo Guia Zahar. Uma lista dos sonhos:

 

1. Araújo Cabernet Sauvignon

2. Beringer Private Reserve Merlot

3. Chateau Jean Merlot

4. Cline Ancient Vines Mourvèdre

5. Frog’s Leap Zinfandel

6. Joseph Phelps Viognier

7. Kenwood Sonoma Sauvignon Blanc

8. Marimar Torres Chardonnay

9. McDowell Valley Vineyards Reserve Syrah

10. Navarro Riesling

11. Roederer Estate Brut

12. Spottwoode Cabernet Sauvignon.

 

Por ultimo, caso gostem de passeios de trem, podem optar pelo tour do Trem do Napa Valley. O jeito mais comodo e fácil de percorrer o vale de Napa, são 3 horas de viagem, sem paradas e com degustações a bordo. www.winetrain.com

A foto do topo é Robert Mondavi.

TheCompleteNapaExperience2

0

Comentários não disponíveis.