O Bordô que não sai de moda. Algumas dicas…

Por Pedro Assumpção: Onde comer em St Emilion: o restaurante do Hostellerie é 2 estrelas Michelin, mas meio pomposo e previsível (e caro), mas um 2 estrelas sempre é um 2 estrelas… Na cidade (que tem 3 ou 4 ruas no máximo) tem vários bistros charmosos e baratos…fomos num, chamado Le Tertre, bem gostoso, a 2 quadras do hotel. A cidade de Bordeaux: claro que vale a pena conhecer Bordeaux, uma típica cidade europeia, com inúmeras construções e museus importantes (e uma rua Sainte Catharine, se não me engano, onde tem mais de 1 km de lojas de grifes) e um espirito de cidade jovem, das artes. A questão dos vinhos: em Bordeaux, peça os de Bordeaux. Os tintos de St Emilion em geral são mais rusticos. Os de St Julien e Paulliac, mais equilibrados. Como eles bebem esses vinhos muito jovens (até de 2003, um infanticídio!) eles são poderosos. Peçam sempre para decantar e esperem 15 minutos para beber. Sauternes são todos bons e muitos deles, baratos. Nunca mais que ½ garrafa, enjoam….são ótimos na sobremesa ou com queijos. Brancos secos, são também muito bons, mas dispensáveis. Espero que vocês aproveitem. E se embriaguem com a beleza de lá. Tenho certeza que quando vocês voltarem de lá vão entender porque para mim, bordeaux sempre foi muito chic! Um beijo, Pedro.”

picture-122
Bordeaux

______________________________

Obrigado Pedro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.