A discutível questão do preço do vinho.

0 No tags Permalink 0

Uma das questões mais discutíveis e polêmicas sobre o vinho são seus preços. O mundo do vinho é tão variado que proporciona uma matisse de preços e qualidade gigantesca. Alguns consumidores acham que o melhor são vinhos bons de mínimo custo. Outros tem prazer em arriscar mais dinheiro e experimentam vinhos um pouco mais caros. Outros preferem beber vinhos de alto custo e renome.

O Blog NOSSO VINHO é o lugar dos melhores vinhos na opinião de amigos e portanto não deveria expressar uma opinião absoluta sobre o assunto. Mas o fato é que eu tenho uma concepção sobre o assunto “preço” que vou explicar em detalhe e abrir espaço para o debate.

Classifico os vinhos mentalmente em 4 grupos:

O primeiro bloco são vinhos bem acessíveis, baratos mesmo e que na minha opinião, via de regra tem qualidade ruim, acabam sendo uma má compra. A sabedoria popular costuma chamar isso do “barato que sai caro”

O segundo bloco são vinhos um pouco mais caros, que atendem o bolso de uma parcela um pouco menor da população, mas que apresentam um salto de qualidade gigantesco em relação ao primeiro bloco.  Muitos chamam esse bloco de BOA COMPRA, não pelo preço, mas pela excelente relação qualidade / preço.

Depois existe uma outra faixa de preço ainda maior que poucos arriscam, mas que inúmeras vezes desapontam o comprador. São aqueles vinhos que tem muito mais fama, do que realmente qualidade.

Por último existem os clássicos, vinhos caríssimos, que nunca ou raramente bebemos, mas que são fantásticos, irrefutáveis, ícones da vinicultura. Aqui você compra qualidade, tradição, diferenciais únicos e que custam muito dinheiro.

Veja o gráfico conceitual do raciocínio.

Esse pensamento não é absoluto e não se refere a todos os vinhos, mas na minha opinião,  expressam a regra geral.

O que você pensa sobre isso?

O mapa da satisfação e preço

0

Não há comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *