Prós e contras

0 No tags Permalink 0

Olho para ela, ela finge que não me vê. Desisto, mas a imagem não me sai da cabeça, retomo. Procuro motivos para seguir em frente, de fato eles não existem no campo racional. Mas no emocional sei que vou me divertir, sei que vou relaxar e aprender algo novo. Então volto a ela, penso mais um pouco e enfim resolvo abrir aquela garrafa de vinho há muito guardada. Afinal, porque adiar um bom momento? Porque não viver?

Então o rito começa devagar, pois já que farei, será feito direito. Temperatura certa, mesa posta, taça correta e pronto. Lá vem aquele conjunto de sensações sabores e também lembranças de outras ocasiões quando nos encontramos.

Mas é preciso cuidado, porque vinho não é Lexotan e nem passatempo. Vinho é coisa séria, para apreciar devagar e com todos os sentidos. Mas não pense você que basta beber e pronto. Vinho também tem “pós-venda”. Você precisa entender a história do vinho, conhecer o seu autor, o lugar de onde veio, a forma de produção. Entender porque ele tem aquelas características. Além disso para ser completa,  a experiência com o vinho  deveria ser  com os amigos e pessoas que você ama. Portanto existem prós e contras no ato de beber só. O lado positivo é que você preenche uma noite de solidão com prazer, informação história, cultura. Mas o lado negativo é que vinho não é boa companhia, ele não substitui uma boa conversa, a interação com as pessoas. Ele pode no máximo aliviar temporariamente a ansiedade e ocupar você. Então tomo uma taça, penso em isso tudo e paro por aqui. Mas antes, Saúde a você que está aqui.

0

Não há comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *