Seleção de Pechinchas

14 No tags Permalink 0

Estácio é um apaixonado por vinhos, mas também é um grande financista e gosta mesmo é de beber vinhos bons de baixo custo. Ele enviou ao NOSSO VINHO um dos melhores posts que ey já vi sobre custo-benefício. Uma pesquisa incrível que publico na íntegra. Parabéns Estácio

Paulão,

Há tempos que não mando para você dicas de vinhos baratos, mas aproveitei e fiz uma seleção de vinhos que bebi no ano passado que considerei como as melhores pechinchas. Muitos desses vinhos inclusive já foram comentados no Nosso Vinho. Escolhi 20 vinhos que compro por menos de R$60,00 e somente coloquei vinhos que tinham pontuação de Wine Spectator (“WS”) e/ou Roberto Parker (“RP”) acima de 88 pontos. Confesso que acho algumas pontuações exageradas, mas é uma excelente referência da qualidade desses vinhos. Na minha lista há um domínio grande de vinhos Argentinos, que reflete a minha preferência de paladar e também a vantagem de custos que os vinhos argentinos têm no Brasil em relação aos vinhos europeus. Mas tivemos uma presença boa nessa lista de vinhos espanhóis, e só não apareceu nenhum Italiano porque não estavam pontuados.

1) Alamos Malbec, da Catena Zapata, Argentina, preço em torno de $40,00 na Mistral, recebeu 89 pontos da WS para safra de 2006 e 88 pontos da WS para a safra de 2007. Lhe confesso que aqui eu acho a pontuação um pouco exagerada, mas é um excelente vinho para o dia a dia.

 

 

 

 

Alamos Malbec, da Catena Zapata

 

2) Amancaya, Bodegas Caro (Catena Zapata+Rotschild), blend de Cabernet Sauvignon e Malbec, Argentina, preço em torno de R$58,00 na Mistral, recebeu 90 pontos da WS para a safra de 2007. Vinho complexo, vale a pena uma boa decantada.

 

 

 

 

Amancaya 2008 (Bodegas Caro – Catena Zapata & Château Lafite-Rothschild

 

3) Catena Malbec, da Catena Zapata, Argentina, preço em torno de $50,00 na Mistral, recebeu 91 pontos da WS para safra de 2006. Esse para mim é o vinho de melhor custo benefício da Bodegas Catena Zapata.

 

 

 

 

Catena Malbec, da Catena Zapata

 

4) Crios de Suzana Balbo Malbec, Argentina, preço em torno de R$40,00 na Estação do Vinho, recebeu 90 pontos do RP para a safra de 2008 e 2007. Esse merece a pontuação, excelente vinho. Inclusive, s rolha do vinho é de plástico.

 

 

 

 

Crios de Suzana Balbo Malbec

 

5) Crios de Suzana Balbo Cabernet Sauvignon, Argentina, preço em torno de R$40,00 na Estação do Vinho, recebeu 90 pontos do RP para a safra de 2007 e 90+ para a safra de 2009. Difícil dizer qual o melhor dos dois, o Malbec ou o Cabernet Sauvignon.

Não vou publicar a foto porque é igual a anterior

6) Kaiken Malbec, da Viña Montes, Argentina, preço em torno de R$40,00 na Vinci Vinhos, é um Montes Alpha feito na Argentina. Recebeu 88 pontos do RP para a safra de 2007 e 89 pontos para a safra de 2006. Há ainda o Kaiken Ultra Malbec, mas sinceramente não precisa pagar mais caro, esse vinho é excepcional para o preço.

 

 

 

 

Kaiken Malbec, da Viña Montes, Argentina

 

7) La flor de Pulenta Malbec, Argentina, preço em torno de R$50,00 na Estação do Vinho, recebeu 88 pontos do RP para a safra de 2006.

 

 

 

 

La flor de Pulenta Malbec

 

8) La Posta Malbec, de Pizzela, preço em torno de R$40,00 na Vinci Vinhos, recebeu 90 pontos do RP para a safra de 2006 e 89 pontos para a safra de 2007. Outro vinho excelente da Argentina, que merece essa pontuação.

 

 

 

 

La Posta Malbec, de Pizzela

 

9) Luigi Bosca Reserva Malbec, preço em torno de R$60,00 na Decanter, que é o distribuidor oficial, mas você consegue até mais barato em alguns empórios. Recebeu 91 pontos da WS na safra de 2005. O Cabernet Sauvignon eu acho até melhor que o Malbec, mas nunca foi pontuado.

 

 

 

 

Luigi Bosca Reserva Malbec

 


10) Luigi Bosca Reserva Pinot Noir, mesmo preço em torno de R$60,00 na Decanter que o Malbec. Recebeu 90 pontos de RP para a safra de 2007.

 

 

 

 

Luigi Bosca Reserva Pinot Noir

 

11) Mapema Malbec, Bodega La Rural, preço em torno de R$58,00 na Mistral, recebeu 90 pontos da WS e 88 pontos de RP para a safra de 2006. Outra excelente compra ofertada pela Mistral.

 

 

 

 

Mapema Malbec, Bodega La Rural,

 

12) Punto Final, Tarjeta preta, malbec, da Bodega Renacer, preço em torno de R$40,00 na Estação do Vinho. Outro excelente vinho, com bastante toque de pimenta. Recebeu nada menos que 90 pontos de RP para a safra de 2008. Interessante que o Tarjeta preta é melhor pontuado que o Tarjeta blanca, que é mais caro.

 

 

 

 

Punto Final, Tarjeta preta, malbec, da Bodega Renacer

 

13) Urban Uco, de Ortega Fournier, blend Malbec e Tempranillo. Preço em torno de R$40,00 na Vinci Vinhos, recebeu 90 pontos de RP para a safra de 2006. Juan Ortega Fournier é um ex-banqueiro de investimento de Wall Street, e que hoje produz excelentes vinhos na Espanha, Chile e Argentina.

14) Urban, de Ortega Fournier, blend Merlot, Carignan e Cabernet Sauvignon, vinho Chileno. Preço em torno de R$40,00 na Vinci Vinhos, recebeu 89 pontos de RP para a safra de 2008. O da safra de 2005 que experimentei estava espetacular, mas já o da safra de 2007 não estava tão bom.

15) Trio, da Concha y Toro, blend de Cabernet Sauvignon, Merlot, e Cabernet Franc. Existem dois vinhos Trios, esse é com um rótulo com um selo vermelho. Acho a pontuação exagerada para esse vinho, mas não deixa de ser uma excelente compra. Recebeu 90 pontos de RP para a safra de 2008 e 2007. O preço normal é em torno de R$50,00, e um vinho fácil de encontrar, acho que até no Pão de Açucar vende.

16) Castillo del Baron, um Monastrell Espanhol, que é vendido na Vinci Vinhos em torno de R$60,00. Recebeu 88 pontos de RP para a safra de 2007. Excelente compra.

Castillo del Baron

17) Flor d’englora, Negre Jove, um Montsant Espanhol, vendido por R$44,00 pela Wine.com.br. Recebeu nada menos que 92 pontos de RP para a safra de 2006. A pontuação é meio exagerada, mas realmente é uma pechinca incrível. O vinho é complexo, tem que dar uma decantada.

 

 

 

 

Flor d’englora, Negre Jove, um Montsant

 

18) La Vendimia, de Palacios Remondo, um Rioja Espanhol. Preço em torno de R$60,00 na Vinci Vinhos, recebeu 88 pontos de RP para a safra de 2007.

 

 

 

 

La Vendimia, de Palacios Remondo

 

19) Panarroz, da Bodega Olivares, um Jumilla Espanhol. Preço em torno de R$45,00 na Grand Cru. Recebeu 90 pontos de RP para a safra de 2004 e 88 pontos para a safra de 2005.

20) Domaine de la Petite Cassagne, Costieres de Nimes. Única pechincha francesa da lista. Preço em torno de R$50,00 na Estação do Vinho. Recebeu 90 pontos de RP para a safra de 2006 e 88 pontos para a safra de 2007.

Atenção: Este blog não comercializa vinhos, não se responsabiliza pelos preços, essa é apenas uma pesquisa de preços feita por um consumidor em janeiro de 2010.

0
14 Comments
  • Torelli
    Janeiro 15, 2010

    Já tomei a maioria desse vinhos…

    São muito bons, principalmente pelos preços.

    É a prova que não se precisa pagar muito para apreciar bons vinhos.

  • Paulo
    Janeiro 15, 2010

    Importante dizer que Toreli e Estácio são recordistas em atravessar o Canal da Mancha com um Sonrisal em cada mão, trazendo o comprimido intacto.

  • Gustavo
    Janeiro 17, 2010

    Parabéns pela pesquisa. Como iniciante, é de grande valia esse tipo de postagem, que poderia se repetir sempre. Também já tomei muitos dos vinhos da lista, e por ser iniciante, busco essa boa relacao custo/beneficio, é dizer, vinhos bem avaliados, mas com preços acessíveis. Saudações.

  • Lenita
    Janeiro 17, 2010

    O meu marido anda acertando…dos 20, já tomamos 17! E a maioria é muito boa mesmo…

  • Lenita
    Janeiro 17, 2010

    Aliás, uma dica de um produtor que experimentamos ultimamente, tomamos vinhos dele feitos com diversos tipos de uvas, todos muito bons e nesta linha do Sonrisal: Mayú, do Chile, do Valle de Elqui, importado pela Terroir.

  • peter wolffenbü
    Janeiro 17, 2010

    Ouso acrescentar um grande best-buy a esta lista o Dom Rafael da Mouchão um alentejano da melhor estirpe, por volta de R$ 50,00. Quem quer iniciar nos portugueses este é uma ótima pedida.

    Outro grande vinho é o Chardonnay Aromo Reserva Privada trazido para cá pela Walmart , por aqui encontro por volta de R$ 20,00

    • Paulo
      Janeiro 17, 2010

      Valeu Peter, obrigado pelas indicações.

  • Buko
    Janeiro 17, 2010

    Boas as dicas.
    Acrescentaria o cobos felino (grand cru) e o Septima gran reserva, que não sei quem importa, mas pode ser comprado na Cadeg do Rio de Janeiro.

    • Paulo
      Janeiro 17, 2010

      Obrigado pela indicação

    • Luiz Henrique
      Março 1, 2010

      Concordo com as indicações do Buko em especial do Felino.

      No mais a lista esta muito bem feita mesmo. Todos muito bom e fácil de achar no Brasil e nos restaurantes.

  • Fabio
    Março 16, 2010

    Prezado Paulo,

    Lendo o seu artigo sobre o Chianti Le Filigare classico , fiquei curioso em experimenta-lo. poderia me fornecer o importador/comerciante no Brasil ?

    Grato,

    • Paulo
      Março 16, 2010

      Olá Fabio, eu não sei onde achar aqui porque nunca encontrei esse vinho de novo, apenas uma vez em Florença. Pesquisei bastante, mas nada achei na internet.

      Abraços

  • Nilson Cesar
    outubro 5, 2010

    Caramba,
    Vamos estudar um pouco mais a imensa diversidade do vinho,
    Aqui a pasteurização é gritante, os mortos arranham a tampa do caixão.
    Onde estão Finca La Anita, Familia Barberis, Amauta, Laborum, Clos de Chakras, Ruca Male, Dolium, Mil Piedras, acordem! Estudem! Leiam! Experimentem, faz um bem para a alma e para o paladar..

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *