Enquete NOSSO VINHO: De qual país você mais consome vinho?

Enquete NOSSO VINHO. De qual país você mais consome vinho?

Mais uma vez o NOSSO VINHO lança mão do Twitter e Facebook para ouvir a opinião das pessoas. O campo da enquete aconteceu apenas durante a noite. E gerou 14 respostas espontâneas. Como é apenas uma enquete, não existe consistência estatística. Na maioria dos casos as menções foram múltiplas por isso não dá para dizer exatamente qual é o pais que gera o maior consumo. Vale a citação do pais como uma tendência de notoriedade no vinho.

Argentina é a principal origem dos vinhos consumidos pelos participantes, mas com resultados próximos de Chile e Itália.

Enquete via Twitter e Facebook, 14 respostas múltiplas

Veja os resultados e as respostas individuais.

  • Eliane El Badouy: Itália e França
  • Caco De Paula Paulo:  gosto de vinhos de todos os países e continentes, desde que sejam da Toscana ou do Piemonte.
  • Malela Paredes: Creio que chilenos ( hehehe pq será?)
  • Suzana Poli: Argentinos e Chilenos
  • Liana Machado:  Italianos e Argentinos
  • Rogerio Gabriel:  Comprido franceses e italianos
  • Elenice Mori: espanhois e argentinos
  • Maria Heloisa Caldas: Argentina
  • Flavio Ferrari: Chilenos e espanhóis …
  • Fernando Nunes: Obviamente, portugueses…
  • Norma Scarpelli Gaba: Chilenos, Argentinos(Malbec), Espanhois, Franceses e portugueses.
  • Paulo Wenzel Lagos: Portugueses, franceses e Italianos, Argentinos e Chilenos.
  • Elisa Gigli: Argentina e Chile
  • João Clemente: Adivinha!!! (João Clemente é de família Portuguesa, nascido em Moçambique).
9 Comentários
  1. peter wolffenbü Diz

    PORTUGAL

  2. sergiocunha Diz

    Paulo – faltou os vinhos do Rio Grande do Sul, tche, e que País….

    1. peter wolffenbü Diz

      Tchê, sou daqui, também. Da serra, espumantes, da fronteira, os sauvignon blanc e os espumantes da Angheben, que por sinal, ele deve ser um italiano do Alto Ádige ou Trentino, da Itália bilingue, pois tem nome austríaco.

  3. Paulo Dancieri Diz

    Itália

  4. Helio Perazzolo Diz

    Os vinhos que mais tenho tomado são do Chile (60%), Argentina (30%), Itália e Portugal os 10% restantes.
    Um razoável pra bom vinho europeu (fracês, italiano, português e espanhol) custa no mínimo R$ 100. Abaixo disso, infelizmente, é ruim.
    Já os vizinhos chilenos e argentinos são muito bons mesmo por até menos de R$ 100.

  5. Fernando Diz

    Chile 60%
    Argentina 25%
    Portugal 10%
    Demais 5%

  6. Edgard Leme Diz

    Pois é! sou formado em enoturismo e sou Semmelier morando aqui em Bento Gonçalves no RS, e muito me admira que nossos vinhos não são apreciados pelos bebedores de vinhos do país, será que não conhecem os produtos ou existe aquela falsa modéstia de achar que os importados são melhores? Digo isso porque nossos espumantes são considerados um dos melhores do mundo, como o Peter disse, que tal degustar um Angheben, Sesmarias, Lote 43, Valmarino, Dom Cândido, Talento e Desejo, espumante 130, Miléssime, bem acho melhor para por aqui senão vou ficar o tempo falando. Prestem atenção Srs. Énofilos. Ah ia me esquecendo, tem também os vinhos do Vale do São Francisco.

    1. Paulo Queiroz Diz

      Edgard, obrigado pela visita e por enriquecer o post falando dos vinhos nacionais. Mas eu posso testemunhar a você que a maior culpa são dos produtores nacionais que trabalham muito mal sua distribuição, sua comunicação e até mesmo suas estratégias de lançamento. Outro dia encontrei um único livro falando dos vinhos brasileiros e o título era pitoresco e mostra bem o que estou falando: Vinhos Gauchos, editado pela RBS. O conhecimento dos vinhos nacionais está muito localizado aí no Sul do país e por aqui, somente agora começa a ter corpo as ações de marketing, feiras, eventos, para divulgar o vinho nacional. Quanto aos espumantes brasileiros, que são um dos melhores do mundo, incrivelmente o brasileiro não consome tanto. A maioria das pessoas que frequentam esse blog estão a procura de vinhos chilenos de baixo custo. Bem o custo é outro problema, porque os grandes vinhos tintos brasileiros são de produção limitada e bem caros quando comparados com os Chilenos. Por fim, não consigo imaginar pessoas bebendo vinho por nacionalismo. Bebem o que conhecem, o que está a mão e tem qualidade com bom preço. Esta é a minha opinião sobre esta questão.

  7. Hector Diz

    1) Argentina
    2) Italia
    3) França
    4) Portugal
    5) Espanha

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.