Os vinhos de Leonardo Da Vinci

Lendo a revista Wine Spectatos de outubro de 2009, encontrei um publi-editorial sobre esse produtor Italiano e fiquei muito curioso.

Alberto Antonini está empreendendo na cidade de Vinci, na Toscana, a Cantina Leonardo da Vinci. Trabalhando com cooperativas da região, Antonini está criando vinhos que parecem ser muito interessantes.

Vinci, local onde nasceu Leonardo, fica a 45 minutos de carro da cidade de Florença, berço do

Da Vinci Cusine
Da Vinci Cusine

renascentismo. Segundo Alberto Antonini sua proposta é aliar as tradições locais na procução de vinho, com a tecnologia de ponta.

Além dos vinhos, que vamos descrever daqui a pouco, a Cantina conta com um restaurante que se classifica como um “Clássico Moderno”, conduzido pelo Chef Federico Lombardi.

Na Cantina Leonardo da Vinci, Antonini produz um belo line-up que você confere agora:

Da Vinci line up
Da Vinci line up

Da Vinci Pinot Grigio, feito com uvas de Trentino-Alto Adige, um vinho floral, ácido, com sabores de maça. Achei curioso produzirem esse vinho aqui nesta região de Chianti,

Da Vinci Chianti DOCG, com pelo menos 75% de uvas Sangiovese, um vinho simples, frutado, que para os analistas da WS nunca ultrapassou 86 pontos.

Da Vinci Chianti Clássico, feito com 100% Sangiovese, embora da D.O.C.G. exiga um minion de 85% da uva. Sua qualidade em relação ao Chianti anterior é ligieramente superior, melhor estruturado e com sabores de cereja.

Da Vinci Chianti Classico Riserva, com 2 anos e 3 meses de envelhecimento em carvalho, é um vimho de qualidade superior, com toques de carvalho tostado e especiarias.

Da Vinci Santo Ippolito, é um produto de ponta da Cantina Da Vinci, um super toscano com 50% Syrah e 50% Merlot, com toques de pimenta preta, especiairias e carvalho tosdado, muito bem pontuado pelos críticos.

Da Vinci Brunello de Montalcino, feito com 100% de Sangiovese vinda da cidade de Montalcino, um vinho encorpado, rico e muito tânico.

Espero poder encontrar esses vinhos no mercado brasileiro.

1 comentário
  1. João Filipe C Diz

    Aí Paulão, esses vinhos quem traz, ou trazia porque tenho ouvido estórias no mercado, era a Santa Ceia, importadora de Vinhedo. Tive o prazer de provar alguns desses rótulos e me encantei mesmo pelo Chianti Classico 2006, um belo vinho fruto de uma das melhores safras na região. http://falandodevinhos.wordpress.com/2009/02/09/l
    Abs

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More