Semi-final: Brasil x África do Sul

POST ATUALIZDO: A vitória do Brasil no campo foi muito difícil, mas aqui no vinho a partida foi ainda mais difícil. Deu um empate. 50% cravado para cada um dos vinhos.

Brasil

Técnico: Manuk

Vinho escalado: Luiz Argenta Cuvee 2005

Luiz Argenta começou suas atividades em 1931 na cidade de Flores da Cunha. Segundo o fabricante O Cuvée Luiz Argenta 2005 possui aromas delicados, harmônicos, muito intensos e de grande complexidade que lembram a fruta vermelha, amora, morangos, especiarias, chocolate, café e baunilha. Características de vinhos elaborados com excelentes uvas e que tiveram uma perfeita maturação em barris de carvalho. É um vinho estruturado, que apresenta um excepcional volume de boca e um grande corpo. Apresenta ataque inicial doce, com taninos perfeitamente evoluídos e equilibrados. Possui acidez equilibrada e uma grande persistência gustativa. Os aromas percebidos no olfato podem ser identificados no final.

Luiz Argenta Cuvee 2005
Luiz Argenta Cuvee 2005

África do Sul

Técnico: Alcir

Vinho escalado: Bonne Nouvelle 2003

Michel Rolland criou muitos vinhos de primeira categoria, incluindo Pavie e L’Evangelie. Hoje dedica-se também aos vinhos da África do Sul. O seu destaque é Bonne Nouvelle. Em Stellenbosch O vinho é uma mistura de 46% Cabernet Sauvignon 35% Merlot 19% Pinotage. Poderoso, com aromas de carvalho, onde estagiou por 20 meses, com sabor de baunilha, perfeito para a guarda. 87 WS.

.
.
1 comentário
  1. Paulo Queiroz Diz

    Hoje NOSSO VINHO atingiu 405 visitantes únicos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.