Nova Zelândia X Espanha

POST ATUALIZADO: Nova Zelândia bate a Espanha no vinho.

A “Furia” ganhou com facilidade da seleção da Nova Zelândia, mas aqui no NOSSO VINHO deu um resultado diferente. A audiência elegeu o vinho da Nova Zelândia de 79% a 21%. Fiquei surpreso de um Pinot Noir vencer o poderoso Crianza Espanhol.

Nova Zelândia
Técnico: Gabriel
Vinho escalado: Felton Road Pinot Noir 2007

Segundo os melhores especialistas em vinho do mundo, a vinícola Felton Road é a principal  da Nova Zelândia, localizada na região de Central Otago, mais especificamente em Bannockburn. Suas vinhas possuem face delicadamente voltadas ao norte, em altitudes de 200 a 335 metros e em várias horas do dia recebem a sombra de grandes montanhas de até 2.000 metros de altura.
Para muitos essa variação climática causada pelo efeito do Sol pela manhã e da sombra no período da tarde conferem as vinhas uma baixa umidade, favorecendo o amadurecimento da uva, liberando todo o seu aroma e frescor.
Os Pinot Noir da Felton Road são amadurecidos em barricas de carvalho por um período de 12 a 18 meses dependendo da safra.
Segundo o RP sua nota é 92 e para o WS sua nota é 93. Deve ser um excelente vinho.
Os comentários giram em torno de “vinho harmonioso, com profundidade. Notas de cereja preta, framboesa e romã maduras, com revestimento vívido. Consumir de agora até 2013”.

pinot-p
Felton Road Pinot Noir 2007

Espanha
Técnico: Sergio
Vinho escalado: Condado de Haza Crianza 2005

Em meados dos anos 80 Alejandro Fernández descobriu uma ladeira abandonada na Ribeira del Duero que parecia reunir as condições para se transformar numa excelente região produtora. Fernandez começou então a importar o conceito de Chateau françês para a Espanha. Em 1989 começou a plantar os primeiros 80 hectares de vinhas e em pouco tempo atingiu 200 hectares. Desde 1995 o Condado de Haza pode ser considerado o Chateau que Alejandro havia sonhado: uma finca completa, auto-suficiente desde a produção da cepa até o engarrafamento. Condado de Haza faz parte do Grupo Pesquera, o conjunto de Bodegas de Alejandro Fernández: Tinto Pesquera na Ribera del Duero, Dehesa la Granja em Castilla y León e El Vínculo em Castilla La Mancha.

“Este vinho muito vermelho, possui um intenso sabor de cereja negra, amora, fumo, minerais e café espresso. Um vinho de muita profundidade e taninos macios, tem um longo final, quase doce”. Produzido com 100% tempranilo, descansa 18 meses em barricas e 6 meses na garrafa. O produtor recomenda consumir a 14o e parece ser ideal para acompanhar assados, sobretudo cordeiro.

A avaliação da Wine Spectador acima colocou o Condado de Haza Crianza 2005 como um dos melhores vinhos espanhois em 2008. 93 WS.

haza-p
Condado de Haza Crianza 2005

4 Comentários
  1. alcir gomes leite Diz

    Aqui deu zebra forte
    condado de haza não pode perder p/ pinot noir nem com as duas pernas amarradas

  2. Paulo Diz

    Alcir, eu não entendi nada desse resultado. Acho que a torcida do Gabriel agiu forte e forçou a vitória do NZ.

  3. Gabriel Diz

    Lembrem-se, eu sou mídia.

    E o plano realmente estava redondo….

    Mas eu quero ver na nossa prova, no nosso jantar…. vcs vão acabar dando razão que ao menos deveria ser empate.

    Não rebaixem a NZ não!!!!!!!

    1. Paulo Diz

      Calma Gabi, é só uma questão de tradição.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.