Top 5 de inverno no NOSSO VINHO

Para este inverno que se apresenta mais rigoroso que o do ano passado, o vinho tinto é uma excelente opção para as refeições. Na linha e espírito de focar os melhores vinhos, o NOSSO VINHO cria seu TOP FIVE para este inverno. São vinhos consagrados mundialmente e claro, de alto custo aqui no Brasil. São todos vinhos de 2006, muito jovens e alguns podem achar um desperdício beber agora. Mas como saberemos se serão melhores no futuro?

1# Espanha, Priorato

Clos Erasmus 2006

Um vinho raro, que está no catálogo de inverno da  Mistral, por US$ 498. Sua produção é muito reduzida e quase a totalidade destina-se ao mercado americano.  Conquistou 93 pontos RP, mas na safra 2004 pegou nada menos que 100 pontos. Feito com vinhas velhas de Garnacha, é TOP 5 de inverno aqui no NOSSO VINHO.

Clos Erasmus 2004, altíssima avaliação de RP.
Clos Erasmus 2004, altíssima avaliação de RP.

2# França, Bordeaux

Chateau Clerc Milon Rothschild 2006.

Este vinho é produzido em uma das propriedades da família Rothschild. Sua história começa no século XIX em torno da pequena aldeia de Milon em Pauillac. Havia um conjunto de vinhas de propriedade de M.Mandavy, que conhecemos hoje como Duhart-Milon. Ao lado deste havia o vinhedo de Jean-Batiste Claire. Clerc-Milion foi classificada em 1855 como cinquième cru. Anos mais tarde a propriedade foi vendida para os Rothschild. 91 pontos RP com 44% Merlot, 50% Cabernet Sauvignon e o restante em Cabernet Franc. Cerca de US$ 188 no Brasil.

Chateau Clerc Milon Rothschild 2006.
Chateau Clerc Milon Rothschild 2006.

3# Itália, Toscana

Tenuta de Trinoro IGT 2006

A Tenuta de Trinoto ao sul da Toscana elabora vinhos cultuados e premiados. Andrea Franquetti, não mede esforços em busca da qualidade. Jancis Robson classifica este vinho como apetitosa e completo, colocando-o acima de seus concorrentes toscanos. Robert Parker confere notas de 93 a 96 pontos a este vinho.  Esta safra de 2006 custa por aqui algo como US$ 539. Feito com 40% Merlot, 35% Cabernet Franc, 15% Cabernet Sauvignon e 6% Petit Verdot.

Tenuta de Trinoro IGT 2006
Tenuta de Trinoro IGT 2006

4# Portugalm Douro

Chryseia 2006

Chryseia só é preparado nos melhores anos, nos demais somente o Post Scriptum é engarrafado. O Chryseia é elaborado principalmente a partir das castas Touriga Nacional e Touriga Franca , mas também usam a Tinta Roriz, Tinto del País, Tempranillo e a Tinto Cão. O vinho é produzido na cidade de Pinhão na moderna Quinta do Sol. As uvas são vinificadas separadamente de depois unidas. De cor muito intensa e jovem, o vinho apresenta um aroma de frutos vermelhos e madeira discreta. Ataque de boca fresco com taninos evidentes e boa acidez. Uma sólida estrutura permite-nos antever um bom potencial de envelhecimento. Cerca de US$ 150 no Brasil.

Chryseia 2006
Chryseia 2006

5# França, Borgonha

Bouchard Clos Vougeot 2006

Domaine Bouchard Père & Fils foi fundada em 1731 e desenvolveu tradição em fazer os melhores vinhos da Borgonha. Um vinho com sabores de framboesa, menta e algo floral.  Muito elegante com taninos super macios. Um clássico da região, aqui no Brasil por quase Mil Reais.

clos_vougeot_d
Bouchard Clos Vougeot 2006

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.