A história e a importância de Dom Perignon

Encontrei uma breve citação sobre a história de Dom Perignon no livro Vinhos de André Dominé e por curiosidade fui pesquisar um pouco mais. Encontrei um artigo no site Encyclo Wine, do qual fiz um resumo e tradução livre abaixo.

Pierre Pérignon nasceu em 1638 na cidade de Saint-Menehould na região de Champagne na França. Quando tinha 19 anos entrou na congregação Beneditina, servindo na Abadia de Saint-Vannes, na cidade de Verdun. Em 1668, transferiu-se para a Abadia de Hautvilliers perto da cidade de Epernay. Ele serviu como mestre de adega da Abadia, até sua morte em 1715.

Naquela época a fermentação em garrafa do Champagne era um problema enorme para viticultores. Quando engarrafado em uma época fria, o Champagne poderia literalmente virar uma bomba, pois nos períodos de calor a pressão nas garrafas aumentava muito, explodindo as rolhas e muitas vezes criando uma reação em cadeia em muitas garrafas. Dom Pérignon trabalhou intensamente para resolver este problema, selecionando cepas para a produção, trabalhando com garrafas mais pesadas e mais resistentes e criando a rolha presa por arame, empregados até hoje. Em 1718, a Canon Godinot publicou o conjunto de regras de vinificação de Champagne criadas por Dom Pérignon. Entre essas regras havia o detalhe de que um bom vinho Champagne só poderia ser feito a partir da Pinot Noir.

Tenho certeza de que meus amigos leitores irão corrigir qualquer falha ou mesmo complementar a história.

.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.