O Vinho Verde

A Roberta Bozian pediu maiores informações sobre o Vinho Verde e porque afinal ele não é verde? Bem, Vinho Verde é uma denominação de origem do noroeste de Portugal. O nome refere-se a idade do vinho que deve ser bebido bem jovem. Com baixo teor alcoólico, e portanto menos calórico, o Vinho Verde é um vinho frutado, fácil de beber, ótimo como aperitivo ou em harmonização com refeições leves e equilibradas: saladas, peixes, mariscos, carnes brancas, tapas, sushi e sashimi.

A flagrante tipicidade e originalidade destes vinhos é o resultado, por um lado, das características do solo, clima e factores sócio-económicos da Região dos Vinhos Verdes, e, por outro, das peculiaridades das castas autóctones da região e das formas de cultivo da vinha. Destes fatores resulta um vinho naturalmente leve e fresco, diferente dos restantes vinhos do mundo. É importante saber que existe vinho verde branco, (mais comum aqui no Brasil) , tinto e espumante.

Eu adoro beber vinho verde, sobretudo em noites quentes na praia. Bem gelado e com baixo teor de alcool o vinho refresca e anima. Já é uma tradição familiar beber vinho verde na casa do Sr. Manoel Cardoso na Riviera de S. Lourenço, nas madrugadas do dia primeiro de cada ano novo. O Vinho Verde é um vinho ainda melhor, porque seu custo é baixo, veja dois exemplos aqui no Brasil:

Casal Garcia Vinho Verde: na Imigrantes Bebidas.

Rolan Alvarinho 2007: na adega Alentejana.

Reblog this post [with Zemanta]
1 comentário
  1. ferraz Diz

    O MELHOR VINHO VERDE É O VINHO TINTO DE AMARANTE.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.