Carmenére

Original da região de Medoc em Bordeaux, esta usa foi dada como extinta na Europa na praga de filoxera no século XIX. Quando produtores Chilenos solicitaram um teste de DNA em 1994 para sua produção de Merlot, perceberam que tratava-se de Carmenére. Uma uva difícil de cultivar. Possui uma cor vermelha lilás e sabores de amora, couro e especiarias. Alguns peritos ainda confundem Carmenere com Merlot.

Veja aqui todos os vinhos com Carmenére no NOSSO VINHO.

1 comentário
  1. Paulo Diz

    O melhor Carmenere que já bebi é o Carmin Peumo da Concha y Toro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.