Chateau Lafite Rothschild 2005

A proproedade existe desde 1234 mas Jacques de Seguir estabeleceu a vinicultura no Chateau Lafite no século XVII. Ao longo dos primeiros 60 anos a reputação do Lafite já era enorme em toda a Europa. Durante a revolução francesa chegou a ser propriedade pública. Em 1855 foi eleito um dos 4 Premier Cru por Napoleão III.  Em 1868 foi adquirido pelo Barão James Mayer Rothschild por 4,4 Milhões de Francos. Imagine quanto seria esse valor hoje…
Durante a 2a Guerra tornou-se uma base Nazista. Nos anos 60 e 70 teve problemas de qualidade e muitos acharam que jamais recuperaria seus padrões de qualidade. Como informa o livro 1001 Vinhos para beber antes de morrer: em 1976 Jean Crete colocou o Chateau Lafite na direção certa. Em 1983 passou por outra transformação através de Gilbert Rokvam.
A Adega do Chateau Lafite Rothschild é uma abóboda construída sob o Castelo. Um lugar solene onde garrafas centenárias repousam em temperatura constante. O Chateau Lafitte  1787 é o vinho mais caro do mundo, seu preço alcançou US$ 156,450.
Acabei de encontrar no site da Millesima na Europa uma oferta de 3 meias garrafas do Chateau Lafite 2005 por 7 mil Euros, sem contar o IVA. Apenas como curiosidade o preço de lançamento da garrafa de 750 ml foi de 830 Dólares. Ou seja o produto é na verdade um belíssimo investimento.
Normalmente feito com 80% a 95% Cabernet Sauvignon e de 20 a 5% de Merlot.

lafite

Lafite

06120404_01_g

Lafite

0

Não há comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *