Chateau Pichon-Longueville Baron

Este post faz parte do tema:

Os Bordeaux da classificação de 1855.

A história desse Chateau é um tanto complicada e espero simplificar de forma fidedigna.

O titulo completo da propriedade é Chateau Longueville au Baron de Pichon-Longueville. Este Chateau é resultante da divisão do Chateau Pichon realizado no início do século XIX, Parte se transfomou em Château Pichon Longueville Comtesse de Lalande e outra parte no Chateau Longueville au Baron de Pichon-Longueville, conduzido por Raoul de Pichon-Longueville, que em 1851 construiu este castelo de contos de fadas no Bordeaux. Foi classificado como Deuxièmes Cru  em 1855. O Chateau sobreviveu as catástofres da Filoxera, Guerras e depressão econômica, mas nos anos 60 decaiu muito.

Até que nos anos 80 foi adquirido por Jean-Michel Cazes do Chateau Lynch-Bages. Não é preciso dizer que Jean Michel trouxe vida ao Chateau.

A safra de 2005 mostra uma excelente qualidade, com sabores de groselha, alcatrão e alcaçuz, um vinho bem encorpado com taninos poderosos, porem bem integrados à Madeira. Um vinho fabuloso, com 70% Cabernet Sauvignon, 25% Merlot e 5% Cabernet Franc.

Château Pichon Longueville Baron, Pauillac

Château Pichon Longueville Baron, Pauillac

0

Não há comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *