Patrimo dei Feudi di San Greggorio 2001.

0 No tags Permalink 0

O vinho de hoje também foi um presente do José Aurélio que sempre traz vinhos diferenciados e incríveis, como esse Merlot do sul da Itália na região de Campania.

O Vinho é produzido pela Feudi di San Gregório, na cidade de Sorbo Serpico. A Feudi di San Gregório foi montada em 1986 em um local de terreno inóspito, inclusive com terremotos. Seu nome é inspirado no Papa Gregório, cujo pontificado iniciou em 590 d.C. e que gerou a Era Gregoriana. A cidade de Sorbo Serpico e a Feudi di San Gregório estão ao longo da Via Apia, a 71 km de Nápoli.

Esta vinícola se destaca por produzir vinhos com uvas autócnes, como a Greco di Tufo, a Fiano di Avellino, a Aglianico, a Aglianico del Vulture e a Primitivo di Manduria. Mas esse é pura Merlot.

Em primeiro lugar o que mais impressiona é o calibre da garrfa, monstruosa e muito pesada. Um rótulo dourado sobre o negro. Aliás o vinho é negro como a noite e apesar de ser um Merlot, tem alma Italiana: Muita fruta concentrada, lembra amora, taninos vivos e instigastes, com toques de eucalipto e café, um final marcante e picante. Ou seja, esse vinho é como o José Aurélio: Tutti bona gente.

Patrimo 2001

Patrimo 2001

0

Não há comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *