Tellus 2010

0 No tags Permalink 0

Vinho tinto Italiano de Lazio

Este vinho da região do Lazio na Itália, foi recomendação do nosso amigo José Aurélio. Um vinho muito simples, de apenas 6 Euros na Europa e cerca de 70 Reais aqui no Brasil. O Tellus é produzido na região de  Montefiascone pela Azienda Agricola Falesco, fundada em 1979.

O Tellus é feito com 100% Syrah, tem aroma de fruta madura, sabor de framboesa, muito sedoso, taninos doces e final de baunilha. O final do vinho é sedoso e elegante. Bem fácil de beber. O rótulo do Tellus foi criado em uma degustação da safra de 2009 no Castelo de Sant’Angelo em Roma.

A região de Lazio cerca a cidade de Roma ao Norte e ao Sul, com muitas DOCs, mas infelizmente nenhuma de grande expressão. São poucos os vinhos de qualidade na região que é sobretudo uma área produtora de minhas de massa. Na antiguidade as vinhas que cercavam a cidade eterna serviam para o consumo dos romanos, o vinho tinto era o Falerno e a uva uma autócne de nome Aminea.

Entretanto hoje, mais de 85% dos vinhos de Lazio são brancos, a maioria um blenda de Trebbiano Toscano e Malvásia. As vinhas do Sul de Roma, que chegam a invadir a cidade são de Frascati, um dos vinhos de qualidade mais consumidos na Itália. O vinho invadiu o mercado europeu com força e tornou-se popular e barato. Outro vinho bem popular da região é o Est!!! Est!!! Est!!! di Montefiascone, feito com Trebbiano e Malvázia na província de Viterbo. Este nome estranho é explicado por uma lenda que conta que quando visitava Roma, um Bispo Alemão pedia a seu ajudante para selecionar os melhores vinhos da região. Entusiasmado com a qualidade do Montefiascone o ajudante marcou  Est!!! Est!!! Est!!! nas garrafas. De qualquer forma este vinho também ganhou as prateleiras dos supermercados e teve sua qualidade e preço em queda.

As demais regiões produzem vinhos brancos com diferentes denominações, mas todas muito parecidas com o Frascati. Nos últimos anos tem-se feito um esforço enorme para melhorar a qualidade dos vinhos da região através do uso de vinhas importadas, sobretudo a Merlot e Cabernet Sauvignon e na denominação Colli Romani, tem-se conseguido resultados animadores.

Tellus

0

Não há comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *