Natal com vinhos de Portugal

7 Permalink 0

Portugal tem melhorado muito a qualidade e a variedade de seus vinhos e hoje em dia é o país com grande relação qualidade preço. Você pode encontrar vinhos de classe mundial, com preços menores que os franceses e italianos.

NOSSO VINHO vai indicar 2 opções de Portugal que possuem grande qualidade e vão lhe dar muito prazer. Todos já foram catalogados aqui no blog.

Branco

Este branco Português é uma grande compra, não que seja muito barato, mas pelo preço, em torno de 100 Reais, entrega muita qualidade. A indicação foi do José Aurélio. Joaquim Madeira 2006. “Português do Alentejo. Sensacional, com uvas portuguesas Antão vaz, Arinto e um pouco de Chardonnay”. Veja mais aqui.

Acredito que possa ser encontrado na Ville du Vin em São Paulo.

João Madeira 2006

João Madeira 2006

Tinto

A melhor escolha para a noite de Natal portuguesa é o Meandro do Vale Meão 2006, na opinião desse blog a melhor compra do douro. Veja mais aqui. Você deve encontrar esse vinho na Mistral. O vinho é ótimo e o preço também.

Meandro do Vale Meão

0
7 Comments
  • peter wolffenbü
    dezembro 20, 2009

    Bem Paulo, agora estamos falando de vinhos que gosto muito. Como sempre procurei pagar menos por um bom vinho e queria algo diferente dos andinos, ancorei em Portugal. Afora os clássicos alentejanos, que gosto muito, como Mouchão, Pera Manca,(até hoje não sei porque a pera é manca), aliás, os nomes dos rótulos de vinho português pode ser um capítulo a parte, Cartuxa, etc, Temos os da Bairrada, onde o enólogo Luiz Pato, entre outros, domou a Baga, casta muito parecida com a Tannat plantada no Uruguai, portanto, tânica, potente e se não bem elaborada produz verdadeiras bombas engarrafadas, a região renascida do Dão, os vinhos do Porto e Moscatel de Setubal, o primo pobre do vinho do Porto, mas muito interessante, entre outros, se fosse continuar daria um post gigante. Mas fico com os que gostei mais este ano.

    TTINTO: Cedro do Noval – Quinta do Noval – Douro, trazido pela Grand Cru, preço, por volta de R$ 130,00. Sinceramente este vinho mudou o conceito que tinha dos vinhos desta região. Elegante, sedutor, corpo médio, nariz com frutas vermelhas e um final de café, realmente excelente. As castas são todas autócnes: Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Francisca, Tinta Barroca e Souzão.

    BRANCO: Não poderia deixar de ser da região do vinho verde que alguns menos avisados podem pensar que tem este nome porque as castas da região são de cor verde ou são vinificados em verde, isto é, não maduros.a região é chamada assim porque chove o ano todo, ao contrário da maioria das regiões do interior de Portugal, principalmente o Alentejo, portanto a vegetação se mantém verde o ano todo. Mas o vinho é um Muros Antigos da casta Loureiro, uma das três que compõem a trinca de ouro dos vinhos brancos verdes junto com a Albarinho e a Trajadura. É um vinho da lavra de Alnselmo Mendes, um dos melhores produtores da região, trazido para o Brasil pela Decanter. No nariz, abacaxi, melão e frutas cítricas, na boca acidez no ponto, refrescante e feminino, belo vinho.

    • Paulo
      dezembro 20, 2009

      Comentários que trovejam informações os seus Peter.

  • Marcelo Frazao
    dezembro 20, 2009

    Paulo, um acrescimo nas indicacoes portuguesas: o espumante rose do Luiz Pato. Otima pedida para festas. Abs Frazao

    • peter wolffenbü
      dezembro 24, 2009

      Marcelo, aprovadíssimo. Somo a esta a de sua filha, também, enóloga Felipa Pato, a 3 B, Feita de Bical (ótima casta branca da região da bairrada) a Baga para dar a cor rosé salmão, e o último B é da região renascida da Bairrada. Muito boa mesmo.

  • Alcir
    dezembro 23, 2009

    caramba Peter,eu adoro os vinhos portugueses, mas vou demorar esta vida e a próxima para conhece-los tão bem como vc os conhece.
    vou correndo buscar este cedro do noval que vc está recomendando.
    abração e um grande natal

    • peter wolffenbü
      dezembro 24, 2009

      Alcir, não sei nem mais nem menos que ninguém, o mundo do vinho é pura experiência vinda das comparações. Claro que uma leitura sempre é bom. Recomendo a revista Wine, http://www.essenciadovinho.com, tem inclusive site dela. É só sobre vinhos portugueses.

      Este Cedro do Noval é ótimo, numa degustação que fizemos a pouco ele foi o mais elogiado. Outro vinho interessante, até pelo preço (R$ 40,00) não lembro quem é a importadora, penso que seja a adega alentejana é o alentejano . (ponto) COM. É surpreendente como é bom em relação ao preço.

    • Paulo
      dezembro 24, 2009

      Alcir, lembra da noite que fomos ao Bela Sintra com o José Aurélio, abatemos uma garrafa do Cedro no Noval 2004.
      Aqui http://nossovinho.com/archives/8400

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *