Carmin de Peumo 2007, Conha y Toro

Depois de deitar e rolar com vinhos para o dia a dia, fiz um break neste nicho de preço e parti para algo mais sério, algo muito especial.

Manuk, que viaja muitas vezes ao ano para o Chile trouxe este presente fabuloso na mala. Isso é que é amigo generoso. O Carmin de Peumo é o melhor vinho da Concha y Toro, melhor ainda que o Don Melchor. Assinado por Ignacio Recabarren, o vinho é uma potência. A denominação Carmin de Peumo é do Vale Cachapoal, feito com Carmenére do vinhedo Peúmo e com 10% de outras cepas vindas de Pirque Viejo e Puente Alto.

O nosso vinho é da safra 2007 e sua cor é quase negra. Na taça ele “chora” com gotas coladas à parede da taça. Aroma de carvalho e ervas finas. Na boca ele é opulento, misterioso, com sabores em camadas de espresso, couro e ameixa. Sua potencia sugere a necessidade de decanter. Boa acidez e taninos macios, porém poderosos, bem secantes. No final um leve toque de chocolate amargo. Eu não sei se essa safra já está disponível aqui, mas adianto que trata-se de um vinho de alto preço.

A safra foi eleita o melhor Carmenere do Chile. Um vinho muito vigoroso.

Saúde Manuk.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More