Como harmonizar vinho e comida.
By Artigos
abr 10

Como harmonizar vinho e comida.

Criado em: 10/04/2020 às 17:47 | Atualizado em: 08/08/2023 às 12:23

Para harmonizar vinho e comida, existem técnicas e uma lógica estruturada. Eu pessoalmente não utilizo nenhum critério sofisticado para harmonizar vinho e comida. Entretanto, neste artigo vou resumir um critério de harmonização publicado no livro e enciclopédia Larousse do Vinho.

O critério publicado na Larousse leva em conta que existem 14 famílias de vinhos, que possuem características degustavas que ornam melhor com um grupo específico de alimentos.

Vinho branco seco, leve e nervoso

São vinhos simples, ácidos, frescos fáceis de beber, sem muita complexidade de paladar. Aligoté da Borgonha; Sauvignon Blanc do Loire ou Nova Zelândia. Combinam igualmente com pratos de sabores leves, como frutos no mar, saladas e queijo de cabra.

Vinho branco, macio, seco e frutado.

São vinhos com sabor de frutas e frescor, com aromas florais e final perfumado. Listamos aqui o Chardonnay da Borgonha, Semillon da França e Austria, Vermentino da Itália. Estes vinhos combinam bem com peixes cozidos, massas com frutos do mar e peixe grelhado.

Vinhos branco seco, amplo e elegante.

São vinhos brancos ricos, com aromas complexos e elegantes. Chardonnay Americano, Marsanne do Rhone, Chardonnay do Douro. Estes vinhos caem bem como foie gras, lagosta, aves e queijo cremoso.

Vinho Branco Seco, muito aromático

Vinhos brancos de sabores originais, condimentados, de final forte e persistente. Sao vinhos como o Xerez da Espanha, Riesling da Alemanha, Viognier do Rhone. Combinam com pratos que usam muitas especiarias, curry, ervas e queijos com sabor forte.

Vinho branco meio seco, aveludado e licoroso.

Estamos falando do Tokay da Hungria, Sauternes da França. Ornam com cozinha exótica, que usa muito tempero, como pato com laranja, queijo do tipo roquefort, torta d frutas e sobremesas a base de creme.

Vinho rosé vivo e frutado.

Vinhos rosé feitos com Cabernet Franc do Loire ou St Emillion; Carignan da Espanha ou do Langhedoc; Grenache da Espanha ou do Rhone. Ficam bem com cozinha Lele, como salada de legumes, torta de legumes, pizza e queijo de cabra.

Vinho rosé generoso e encorpado

Vinhos macios, equilibrados e refrescantes. Estamos falando dos Rosés do novo mundo, feitos com Merlot e roses feitos com Syrah do Rhone ou da Africa do Sul. Combinam com comida mediterrânea que levam alho, óleo e legumes.

Vinho tinto leve e frutado.

São vinhos com estrutura Tânia leve, como o Pinot Noir da Borgonha, do Oregon e do Chile. Combinam com cozinha simples como frios, quiches e patê de carne.

Vinho tinto carnoso e frutado

Estamos falando do Cabernet Sauvignon de baixa complexidade de Bordeaux; da Carignan da Italia e Espanha e do Pinot Noir do Oregon.

Vinho tinto complexo, potente e generoso.

Vinhos baseados na Merlot da França ou Chile; vinhos Tannat do Uruguay ou Syrah do Rhône, Com bouquet rico de especiarias, com final persistente e complexos. Cozinha complexa, rica em gorduras, Carnes assadas, caças, churrasco.

Vinho tinto complexo, musculoso, elegante e muito tânicos.

Cabernet Sauvignon de Bordeaux, da California, Chile e Argentina; Syrah da Australia; Tempranillo da Espanha, vinho Alentejano, Supertoscanos. Combinam bem com carnes não muito gordurosas Churrasco de fraldinha ou maminha. Massas com muito molho de tomate.

Vinho tinto complexo e raçudo.

Eu não vejo muita diferença do grupo anterior, mas acompanhando a análise da Larousse… São vinhos elegantes, firmes e jovens, com aroma de fruta vermelha e final persistente. Pinot Noir da Borgonha de grande qualidade. Combinam bem com queijo Brie e Camenbert, frango assado e carnes assadas na panela.

Vinho Espumante

Espumantes feitos com Pinot Noir e Chardonnay, acompanham bem queijos leves, sobremesas de fruta e merengue.

Vinhos Fortificados e vinhos de sobremesa.

Vinho do Porto, Sauternes, Moscatel, Moscato D´Asti. Sobremesas muito doces a base de chocolate e café.

Este é um, resumo da matéria da Larousse e você não precisa seguir a risca para fazer a melhor combinação. Afinal o melhor vinho e a melhor combinação é a que você escolhe em um momento feliz.

Que tal Vinho e Chocolate?

Deixe uma resposta